Imagem de cadeira de rodas (Foto: Free Images)

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) colocou em consulta pública a proposta de regulamento para a certificação compulsória das cadeiras de rodas manuais, que devem passar a atender requisitos técnicos para sua fabricação, importação e comercialização no País. A sociedade pode participar enviando relatos de acidentes e sugestões para o órgão, que analisará todas as contribuições antes de lançar, ainda no primeiro semestre de 2016, a portaria definitiva para adequação do setor. O texto está disponível no site do Inmetro.

A ideia é aumentar a segurança das pessoas que usam cadeira de rodas. “Em 2013, o Programa de Análise de Produtos avaliou oito marcas de cadeiras de rodas, com capacidade entre 75 e 100 quilos, e todas demonstraram algum tipo de problema . A proposta de certificação compulsória tem como objetivo principal melhorar o desempenho do produto para cadeirantes no País, principalmente no aspecto da segurança, e faz parte de um conjunto de medidas para melhorar a acessibilidade para as pessoas com mobilidade reduzida . A regulamentação atende a um pedido da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da República”, explica Alfredo Lobo, diretor de Avaliação da Conformidade.

inmetro (5)

Entre os requisitos avaliados, estabilidade, sistema de freio, alinhamento das rodas, dimensões e ergonomia da cadeira (que engloba encosto, assento e apoio para os pés). Os produtos serão submetidos a testes de impacto e fadiga. Somente os aprovados, de acordo com os requisitos técnicos, ganharão o selo de identificação da conformidade do Inmetro. Cadeiras de rodas esportivas, de praia, neve, motorizadas, stand-up e higiênicas estão de fora dessa certificação compulsória.

Para participar, basta entrar no site do Inmetro ou enviar sugestões durante esta semana para o email: [email protected] As sugestões também podem ser enviadas pelos Correios para o seguinte endereço: Rua Estrela 67, 3º andar, Rio Comprido, RJ – A/C da Divisão de Regulamentação Técnica e Programas de Avaliação da Conformidade – Dipac. Já relatos de acidentes de consumo devem ser registrados no Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac).