Sou Fernando Oliveira, moro no estado de Pernambuco, tenho 29 anos, fiz faculdade de nutrição de 2008 a 2011 e sou nutricionista ativo desde 2012, em exclusiva atuação em consultório próprio na área clínica, esportiva e funcional. Estou cadeirante há 7 anos, desde 2013. O acidente ocorreu numa academia de jiu-jitsu chamada Gracie Barra aqui em Pernambuco, próxima onde eu moro e que na época eu orientava vários atletas para competições nacionais e internacionais e acabei indo fazer uma aula experimental.

Minha lesão medular é na cervical C6c7, e fiquei sem movimentos e inclusive fala, por determinado período. Meu histórico na música e musculação, que hoje fazem 17 anos, me ajudaram muito na minha reabilitação e retomada da vida diante das adversidades. Optei me utilizar da disciplina que aplicava na rotina de treinamento e nos estudos musicais e hoje, mesmo com diversas mudanças que ocorreram interna e externamente, mantenho a base da minha disciplina inalterada, com exercício, alimentação, trabalho, psicoterapia, descanso e lazer.

Minha maior dificuldade interna pós lesão foi a sensação de dependência, incapacidade, por num dia estar correndo 15km, lutando e treinando musculação e no outro estar desacordado, com muita dor e queimor em todo o corpo. A vida me chamou para prestar atenção em coisas e momentos que haviam passado despercebidos por mim até então, e me trouxe outra ótica sobre o que é viver de fato. Apesar das limitações físicas, acredito que a cadeira de rodas me espiritualizou, amadureceu, conscientizou e fez com que as coisas simples da vida tivessem muito mais sentido que os critérios anteriores que eu tinha sobre o que era sucesso, vida estável e tranquila.

A dificuldade além das que todos nós sentimos sobre a ausência de acessibilidade, respeito e valor real da pessoa com deficiência (aquele velho comparativo que, ou somos coitados, ou somos heróis ) foi de a de voltar a atuar como nutricionista. Tive que fechar o consultório por ser inacessível e porque eu não havia capacidade em escrever, digitar e sequer ficar sentado sem desmaiar. Muitos amigos, pacientes e atletas mais íntimos me pediam para voltar a atender e assim fiz, passei a atender deitado numa cama, com um amigo escrevendo o que eu sussurrava (ainda sem voz) num caderno. Havia juntado uma certa quantia e por minha casa ser antiga e grande acabei construindo um pequeno consultório numa área lateral, e recomecei a atender e graças a Deus e suporte familiar desde 2014. Desde então fiz algumas pós-graduações e cursos de atualização, sendo eles: Pós graduação em Nutrição Esportiva; Medicina Esportiva; Nutrigenômica e Alimentos Funcionais; cursos de Advanced Nutrition Specialist pela Federação Internacional de Fisiculturismo (IFBB) e Personal Diet e atualmente pós graduando em Fitoterapia na Pratica Clínica e Esportiva.

Chegou certo momento que optei sair dessa zona de conforto e passei a buscar um local que dispusesse de acessibilidade para mim, dentro do que eu queria e próximo de minha residência, e acabei encontrando após 3 anos de busca. Conforme a demanda foi aumentando, fui expandindo, mas diante da quarentena do COVID19, os locais acabaram sendo fechados, e desde então mediante determinação do Conselho Federal de Nutrição, consultas on line que antes da quarentena eram proibidas, por tempo, agora estão permitidas.

Desde o início da minha lesão que percebo o despreparo dos profissionais de saúde para nos cuidar, dificuldades na abordagem, diálogo e acolhimento. Então apesar de trabalhar com nutrição e esporte, saúde e bem-estar, longevidade saudável, optei por me dedicar mais a compreender e auxiliar colegas cadeirantes, indivíduos com espectro autista, síndrome de down, sobre alimentação e autocuidado, e isso tem dado um sentido muito maior a minha profissão, motivação e evolução pessoal.

Agradeço ao Blog por ceder espaço para um pouco de minha história. Para saber mais, ter informação melhor direcionada sobre lesão medular e outros, sintam-se a vontade para seguirem meu perfil primário no instagram @nutricionistanandooliveira e atualmente criei o secundário onde buscarei informar e disseminar a nutrição consciente que é o @nutricaosobrerodas1.

Contato: [email protected]com / 81 996554873 / @nutricionistanandooliveira e @nutriçãosobrerodas1

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Fernando Oliveira🏋 ♿c6c7 (@nutricionistanandooliveira) em